Fundo de financiamento estudantil fechou só 16% dos 100 mil contratos a juro zero

O estudante, ao assinar o Fies no banco, recebe juntamente com o contrato, a simulação com uma projeção dos valores a serem pagos durante toda a vigência do contrato. Como o próprio nome diz, é somente uma simulação, não levando em conta o aumento de mensalidades e tampouco se o estudante usará o Fies 2020 por todos os períodos. O Simulador do Fies também está disponível na internet, entenda neste artigo como funciona e o passo a passo para utiliza-lo.

Como funciona o Simulador do Fies?

O Simulador do Fies pode ser acessado através da página oficial dentro do site do Fies que é: http://sisfiesportal.mec.gov.br/simulacao.php. Lá, o estudante poderá simular de forma segura os valores das prestações que deverão ser pagas durante as fases do financiamento do Fies, além de obter outros detalhes desse financiamento.

Valendo lembrar que, como a introdução da página do Simulador do Fies informa, o simulador tem caráter ilustrativo, cujo objetivo central é fornecer informações que se aproximem da sua dívida futura com o Fies, assim como sobre os recursos de forma geral que serão despendidos todos os meses para quitar essa dívida.

No Simulador Fies, quando você fizer a simulação, a data em que você a fez será considerada a de assinatura do contrato (lembre-se que é apenas uma simulação, não havendo compromisso ou termo de responsabilidade).

Outra coisa importante a lembrar, é que você deve informar dados precisos, pois o Simulador do Fies faz a simulação dos valores considerando inteiramente todos os dados que você fornece ao sistema naquela ocasião. A simulação do Fies, no final, é feita de forma simples e rápida, bastando depois de preencher o formulário com todos os dados pedidos, clicar em “Simular” no final da página.

Fies 2020 segundo semestre

O Ministério da Educação anunciou uma boa notícia para os alunos que não conseguiram se inscrever no Programa de Financiamento Estudantil do Governo Federal (Fies): haverá uma nova etapa no segundo semestre do ano. Ainda não saiu a data, mas pela primeira vez vai ser divulgado o número exato de vagas que estarão disponíveis.

Segundo o ministro da educação, Renato Janine Ribeiro, a segunda edição do Fies vai chegar cheia de novidades. Para começar, o Governo estabeleceu que vão ter prioridade no programa os cursos das áreas de engenharia, saúde e formação de professores, cursos com notas 4 e 5, as mais altas nos indicadores do MEC.

Além disso, os estudantes das regiões mais necessitadas do país, como Norte e Nordeste, também terão prioridade. A data de abertura das inscrições ainda não foi decidida. O MEC diz que primeiro vai encerrar o processo seletivo do Sisu, depois do Prouni e só aí o Fies entra na fila. Falta decidir também o número de vagas, mas nesse ponto outra mudança já foi confirmada: a quantidade total de vagas para o programa e por instituição de ensino vai ser divulgada com antecedência.

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação na educação superior de estudantes matriculados em instituições não gratuitas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *